Socorro! Meu filho vai pra escola!

Geralmente outubro é o mês da decisão.

Se o seu filho irá pela primeira vez para a escolinha, você deve ter passado todos esses meses com isso no pensamento. O medo de tirá-lo dos seus braços e colocar nos de uma pessoa totalmente desconhecida, e que vai cuidar dele boa parte do dia, é no mínimo assustador, não é mesmo?

Porém, se o seu filho já está estudando não é tão diferente esse pensamento. Será que aquela pessoa está ensinando tudo direitinho? Será que ele é tratado como único e especial do jeitinho que é visto pelos seus olhos?

Então amadas… eu sei! O coração de mãe bate muito mais forte nessa época por causa de uma palavrinha que é tão comum, mas que no ouvidos de algumas mamães faz um barulho imenso: Matrículas!

É na escola que nossos pequenos passam boa parte de seus dias, e é exatamente lá que aprenderão a maioria de tudo que saberão pela vida inteira. Assim, a escolha pela escola que estudarão é tão importante.

Para alguns pais isto é muito natural, a escolha pode vir da tradição, de uma indicação confiável ou até mesmo da necessidade atual. Da mesma forma, mesmo tendo a escolha definida, as dúvidas ainda ponderam no pensamento das famílias, não é mesmo?

Hoje o post é pra vocês que ficaram com os pensamentos atribulados durante tooodos esses meses e também pra você que quer ter certeza absoluta de que fez a escolha certa.

Vou tentar te ajudar mostrando o que pra MIM são pontos essenciais na escolha da melhor “segunda-casa”, em ordem de prioridade mesmo. Afinal, é exatamente isto que a escola é!

  1. Estrutura: é importantíssimo escolher uma escola que ofereça um ambiente seguro pros nossos filhos, que eles possam usufruir de maneira saudável. Veja se na escola tem espaços dedicados a atividades diferentes, como laboratórios, ginásios e playground; e se atendem a necessidade de todos os alunos, afinal, seu filho está em constante crescimento, certo?
  2. Proposta pedagógica: é fundamental marcar uma reunião com a Coordenação Pedagógica do ciclo que seu filho irá estudar e pedir para que te mostrem todo o material pedagógico que será usado durante o ano. Pesquise sobre o material didático, confira a qualidade e excelência, se está atualizado com as necessidades atuais, visando uma formação global do aluno. Pergunte se há atividades extra-curriculares que complementem o ensino da sala de aula. Garanta também que deixem claro o método de ensino para que você tenha certeza que está de acordo com os seus valores e princípios. A família deve estar totalmente alinhada com a visão, missão e valores da escola, para não ser pega de surpresa e isto não prejudicar a formação da criança/adolescente.
  3. Equipe de profissionais: desde o porteiro até a direção, tudo tem que estar de acordo com as suas expectativas. Observe o tratamento com os alunos e a execução de seu trabalho enquanto você estiver visitando a escola. Peça para a Coordenação Pedagógica te falar sobre a formação de sua equipe de educadores. Imagina só você escolher uma escola linda, maravilhosa e os professores não serem capacitados para a função? Não rola né gente!
  4. Normas escolares:  sim! Toda escola tem suas regras e é importantíssimo você ter conhecimento disto antes de fazer a matrícula.  Na teoria, é muito bacana matricular nossos filhos na “escola da moda”. Mas pensa comigo: qual “moda” é essa? Será que ela é saudável para nossos filhos hoje? E o futuro dele? O que fará de bem para a formação dele? Você precisa matricular seu filho numa escola que confie e esteja em sintonia com suas expectativas para a formação pessoal de seu maior tesouro: seu filho!
  5. Localização: sua amiga falou que a escola do filho dela é perfeita, mas fica a 20 km da sua casa. Por outro lado tem uma escola no mesmo bairro de sua casa, mas a estrutura não é bem lá essas coisas… Por isso coloquei como prioridade número 4, pois se os dois primeiros pontos se adaptam perfeitamente em sua necessidade, a localização será um mero detalhe na escolha.

Aproveite o momento da visita para tirar todas as suas dúvidas, pergunte o que quiser mesmo!

Mas LetS! Você não citou o ‘valor’ nesta lista, por quê?

Durante o último ano eu tive um prazer imenso de conhecer pessoas que fazem de tudo pela melhor educação de seus filhos.

Há mamães que vendem brigadeiro, papais que trabalham em dois empregos, famílias que juntam todas as moedinhas pra pagar em dia a escola de seus filhos.

Também conheço famílias que tem condições financeiras extremamente altas e seus filhos estudam em escolas públicas.

Por outro lado existem aquelas famílias-ostentação, onde o filho estuda numa escola particular e a mensalidade está sempre atrasada, mas a viagem pra praia no fim de semana está sempre garantida.

Então o melhor custo-benefício é algo que deve ser pesado de acordo com a realidade da sua família na ocasião.

Uma escola particular de alto custo pode não ter o melhor ensino, assim como economizar R$50 numa mensalidade em outra instituição pode determinar todo o desempenho de seu filho em um ano inteirinho.

Vale agora escolher uma escola que seja de acordo com os valores de sua família, alinhada com as expectativas do crescimento educacional de seu filho e que seja um local onde vocês se sintam em casa.

Quando você pensar nestes três pontos, o valor será um detalhe que pode ser superado e alcançado se você desejar muito.

Depois disto tudo pesado e escolhido, aproveite a escola de seu filho! Faça parte do dia a dia, participe de todas as comemorações, reuniões e atividades.

Aproveite!!! Você verá que é uma delícia fazer parte de uma escola quando ela se torna extensão de sua família.

Bjjjss amadas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *